“Não sou suicida”, garante Brad Pitt após separação de Angeline Jolie

Após o fim do casamento com Angelina Jolie e toda a polêmica que o envolveu sobre um suposto comportamento agressivo contra os filhos, Brad Pitt não quer mistérios sobre sua vida.

Em entrevista recente à revista “GQ”, o ator admitiu o consumo excessivo de álcool e contou que precisou dormir um mês e meio no chão da casa de um amigo após o divórcio.

Desta vez, à Associated Press, o galã fez questão de pintar um quadro menos obscuro sobre sua situação atual. Segundo ele, a magreza exibida nos últimos tempos e que chamou a atenção dos fãs não tem relação com uma possível depressão. “Eu não sou suicida, nem nada. Existe ainda muita beleza no mundo e muito amor. E muito amor para dar”, disse.

Pitt ressaltou que valoriza muito sua relação com os seis filhos. “Filhos são tudo. Filhos são a sua vida. E eles têm tomado todo o foco da minha, como deveriam de qualquer forma”, destacou.

O ex-marido de Jolie acrescentou que se preocupa com a reação dos herdeiros em meio a toda polêmica que envolveu o fim de seu casamento. “Crianças são tão delicadas, elas absorvem tudo. Elas precisam ser ouvidas. Quando eu fico ocupado em ‘modo’ trabalho, eu não ouço. Eu quero melhorar isso”, admitiu.